Inovando no Básico

A marca americana The montain Acaba de lançar uma linha de camisetas 3D inspirada em animais. São diversos modelos que parecem super reais e são vendidas pela internet via site da empresa. A semelhança com o animal de verdade é de arrepiar. 
A única ressalva é: Se você for mais cheinho nem pense em sair por aí vestindo uma camiseta com estampa de elefante ou de porco, por mais divertida que ela possa parecer… #ficadica


 

Joyce – @rpnamoda

Publicado em Moda, Negócios da Moda, Relações Públicas | Marcado com , , | 1 comentário

Os vestidos do Oscar

Na minha humilde opinião os vestidos mais lindos do Oscar 2011 são lilás/roxo os 4 abaixo:
Explico: Não gosto de vestido conceito, cheio de assimetria que pouquíssimas pessoas têm coragem de usar. E você o que acha?

mila kunis

Mila Kunis de Eli Saab

Scarlet Johanson de Dolce & Gabbana

Gyweneth Paltrow de Calvim Klein

natalie portman

Natalie Portman, linda gravidíssima, de Rodarte

Converse com a gente no twitter – @rpnamoda.
Beijo, Joyce

Publicado em Eventos, Moda, Relações Públicas | Marcado com , , | 3 Comentários

Dia nacional de Relações Públicas

Ontem, pra quem não sabe, foi o dia nacional de Relações Públicas.

A profissão surgiu no começo do século XX com Ivy Lee, que percebeu que os empresários da época precisavam urgentemente aprender que a opinião pública era muito importante, após a repercussão da declaração “O público que se dane!” dada por Rockfeller, um dos grandes empresários de então.

Ivy Lee construiu um novo modo de se relacionar com a opinião pública, passando a divulgar material favorável as empresas através da imprensa informativa.

Já aqui, no Brasil, foi só em 1954 que surgiu a ABRP-Associação Brasileira de Relações Públicas. E em 14 de junho de 1984 foi instituído o Dia nacional de Relações Públicas. A data foi escolhida em homenagem a Eduardo Pinheiro Lobo, que era grande colaborador da ABRP.

A profissão cresce a cada dia e as organizações cada vez mais percebem a necessidade de se ter um profissional em sua empresa.

Então, um feliz dia, atrasado, de Relações Públicas para todos os profissionais formados ou não, simpatizantes e admiradores! Parabéns para vocês que trabalham para que a profissão cresça e seja mais e mais reconhecida!

“Ninguém consegue triunfar se a opinião pública está em seu desfavor.Com a opinião pública a seu lado , ninguém é derrotado.” Abraham Lincoln

Beijos.

Yas Marques- @dojbidjoba

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | 2 Comentários

Para acrescentar um diferencial-tecidos inteligentes

Tecido: tecido adj. (part. de tecer) 1 Que se teceu. 2 Que foi feito no tear.

Há!Não mais.

No ano de 1905 começou a se produzido o raion de viscose, que é uma fibra de celulose, com o qual se fazia roupas desportivas, malhas, casacos, vestidos etc…

Já em 1935 um químico chamado Wallace Hume Carothers desenvolveu o  Nylon.Ele era utilizado na produção de velcros, meias femininas e roupas esportivas.

Desde então as coisas só tenderam a evolução. Roupas fabricadas com tecidos de fibras 100% natural se tornaram uma coisa mais cara e quase tudo que a gente usa tem pelo menos uma pitadinha de poliéster. Essas fibras artificiais dão uma boa barateada no custo das roupas.

Mas o Nylon tem seu lado ruim. Ele demora 400 anos para se decompor na natureza e por ser largamente utilizado como linha de pesca acaba ferindo muitos animais marinhos.

Mas vamos falar de coisa boa!A malha PET.

A malha PET é um tecido ecológico feito de garrafas PET, aquelas de refrigerante, recicladas unidas com fibras de algodão também recicladas.

E vocês já ouviram falar de tecidos inteligentes?

Pois,então.Eles existem!

Alunos de uma  universidade na Europa desenvolveram uma camisa que some com as marcas de suor, as malfadadas pizzas, e não permite que o suor passe para outras roupas.

Dois pesquisadores numa universidade dos EUA, em New Orleans, desenvolveram um tecido inteligente  que se encolhe ou expande de acordo com a temperatura do ambiente.

Mais aqui.

Dá pra imaginar quanta coisa legal não dá pra ser feita?E quanta coisa sensacional ainda está para ser inventada ou descoberta?

Na aldeia global em que vivemos hoje para uma marca se consolidar tem de ter um diferencial, não tem jeito. Nós consumidores somos como criancinhas numa loja de brinquedos, sempre queremos o que for mais novo, diferente ou chamativo. Quer coisa mais diferencial do que apostar nessa nova safra de tecidos inteligentes?

Uma matéria falando sobre esse assunto aqui.

Yas Marques – @djobidjoba

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | 1 comentário

O Mercado de Luxo no Brasil

Os brasileiros vêm vivenciando uma grande mudança em sua pirâmide social; além do aumento da classe média, agora com forte potencial de consumo, o número de milionários está crescendo a passos largos no país. Essa segunda mudança está movimentando o, até então, pouco explorado mercado de luxo brasileiro. Segundo a pesquisa “O Mercado de Luxo no Brasil – ano IV”, realizada por MCF Consultoria & Conhecimento e GfK Brasil, o setor faturou 6,23 bilhões de dólares em 2009 e espera-se que fature em torno de 7,59 bilhões de dólares até o final de 2010.

As grandes marcas de moda de luxo estão de olho neste novo mercado, incluindo o Brasil na rota das grandes maisons. Se há alguns anos atrás a milionária brasileira precisava ir até a Daslu ou esperar por sua próxima viagem internacional para comprar o último lançamento da Chanel, agora ela pode ir diretamente a uma das duas lojas da marca no Brasil. O mesmo ela pode fazer se quiser adquirir algum produto Armani, Hermès, Louis Vuitton, Missoni, Diane Von Furstemberg ou Christian Louboutin, por exemplo.

Na última edição do evento Heritage Luxury, conferência sobre o mercado de luxo organizada pelo jornal International Herald Tribune, ocorrida este mês em Londres, o Brasil também marcou presença. A última palestra do evento foi do CEO e presidente do Grupo Iguatemi, Carlos Jereissati Filho, o primeiro brasileiro a palestrar em 10 anos de evento. Em sua apresentação ele mostrou números do mercado no país, como o crescimento estimado de 35% em 5 anos. Após o término da palestra, a jornalista Suzy Menkes encerrou o evento anunciando que – adivinhem – a próxima edição será no Brasil.

Não resta dúvida de que o Brasil é a bola da vez. Mas será que estamos preparados para isso? Como tudo que é novidade, o mercado de luxo ainda é um mistério para os brasileiros. Em muitas áreas, as empresas não estão dando conta de atender esse público ávido por consumo, nem encontram mão-de-obra capaz de atender consumidores tão exigentes. Até agora existe apenas uma (me corrijam se eu estiver errada, por favor) pós-graduação focada em gestão de luxo, na FAAP, em São Paulo. Fica a dica para Relações Públicas e afins, de um mercado de trabalho muito interessante e com déficit de pessoal capacitado.

* Sobre o assunto, recomendo a leitura do artigo escrito pela jornalista de moda e editora da Fashion TV Brasil Maria Prata, para o New York Times, disponível aqui e o relato de Reynaldo Pasqua, Diretor Online da Carmim, sobre o Heritage Luxury, aqui.

Fernanda Prestes – @ferdiprestes

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Moda + Branding

Evento imperdível para quem é de Porto Alegre: Moda + Branding, amanhã (23/11), às 19h30, na ESPM. Será um bate-papo com profissionais do mercado sobre a importância da marca na moda. Quem se interessa pelo assunto, não pode perder.

Para mais informações, acesse o blog do evento.

Publicado em Eventos, Moda, Negócios da Moda | Deixe um comentário

Rabo de raposa,moda e crítica

Eu vi esse post no Two Dots e fiquei um pouco preocupada.

A indústria da moda é formadora, modificadora e sedimentadora de opiniões, fato. Embora imensa ainda tem muito para crescer,outro fato,mas será que está crescendo pro lado certo?

Como pode no mundo ecofriendly de hoje em dia se lançar um penduricalho de rabo de raposa?E digo mais, como pode existir público pra isso?

As campanhas de proteção a natureza e de desenvolvimento de uma consciência ambiental são maciças, as informações sobre como a retirada da pele é cruel estão em todo lugar!E essas pessoas estão usando isso, pois alguém disse que era “tendência”.

As questões éticas e morais são muitas. Existem milhares de aspectos na questão, mas algumas coisas são taxativas: como formadora de opinião a indústria da moda tem de se responsabilizar pelo que propaga, tem de influenciar seu público de forma positiva e tem de se adequar a realidade em que está inserida. Ou seja, real fur não é legal e comentários como esse “Ninguém quer ver gente cheinha. Isso é coisa dessas gordas, que ficam sentadas diante da TV com seus sacos de batata frita, dizendo que as modelos magras são feias.” de Karl Lagerfeld não são aceitáveis.

A moda é uma coisa tão maior que isso!Ela pode ser renovadora, social, relevante, significativa de tantos modos e inspiradora. Mas isso em seu melhor aspecto e é o aspecto que devia ser disseminado e difundido. Eu já falei sobre isso aqui.

De acordo com Versace quando uma mulher muda sua aparência a cada temporada ela se torna uma fashion victim. As chamadas fashion victims, um termo que dizem que quem cunhou foi Oscar de La Renta, são aquelas pessoas que a cada nova safra de tendências e desfiles adotam todo um novo estilo, e às vezes guarda-roupa, se adaptando ao que o mundo da moda impõe sem considerarem sua própria personalidade. São vítimas da efemeridade e do consumismo. Eu fico pensando… Será que estamos criando um exército de Fashion victims?

Eu proponho uma reconstrução de paradigmas, eu sugiro uma revolução cultural no mundo da moda. Eu só não aceito a apatia. Falem,comentem,dêem suas opiniões,questionem,duvidem, mas não aceitem as coisas como elas são. Adéqüem a moda a vocês e não vocês a moda.

Coco Chanel manda beijos.Ela disse que não lutou tanto para adequar a moda as mulheres para vocês se escravizarem de novo.

É isso.

Beijos

Yas marques – @djobidjoba

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | 3 Comentários