Uma reflexão sobre Nichos no mercado de Moda

Que a moda veio pra ficar ninguém duvida, mas o que a gente nota é que tem muita empresa fazendo a mesma coisa e falando sempre do mesmo jeito com seu público, ou seja, tem muita marca nadando pro mesmo lado enquanto há cardumes imensos passeando em lugares distintos. Estou falando dos nichos, grupos pequenos e homogêneos que têm interesses específicos.

No mundo da moda os nichos aparecem cada vez mais, só que muitas vezes ninguém dá bola pra eles, até que alguma empresa descobre e começa a trabalhá-lo bem timidamente. Quando funciona, todo mundo copia.

É difícil começar a trabalhar com um nicho, a princípio o que surte mais efeito é a política de “público falando com público”, foi assim que surgiu a moda plus size, a moda evangélica e a descoberta dos teenagers como público que vale a pena investir.  

Agora minha dúvida é: Será que não há nichos esquecidos enquanto todo mundo corre em direção a mercados já determinados?

E a classe C e D? Por que será que são poucas empresas de moda que se arriscam a conversar com este público? Será medo? Não dá glamour, né? Mas porque será que a Liquido, de moda praia/fitness, vende tanto???

Bom o fato é que hoje eu acordei pensativa e queria dividir minhas reflexões com vocês…

Um abraço,

Joyce – @rpnamoda

Anúncios

Sobre Joyce

Relações Públicas, formada pela Cásper Líbero, com carreira desenvolvida nas áreas de marketing e eventos. É apaixonada por festas de todos os tipos e tamanhos e se não fosse produtora de eventos certamente seria analista de boas ideias.
Esse post foi publicado em Marketing, Moda, Negócios da Moda, Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Uma reflexão sobre Nichos no mercado de Moda

  1. Fê Jaques disse:

    Acho que a classe C e D estão esquecidas, mas não no sentido oferta. Pois existem muitas marcas de varejo e crediários para esse público.

    O problema é que, muitas vezes, não se faz uma comunicação que seja de moda e que fale com esse público, passando informação de, oops, moda.

    Ou a marca comunica moda para outras classes (mesmo tentando atingir C e D) ou usa uma linguagem tosca, com nada de moda, para falar com esse público de classes mais baixas.

    Falta pesquisa entre as classes C, D e E sobre como elas se relacionam com a moda. Sei lá, acho que ninguém quer se misturar.

  2. Fê Jaques disse:

    errata: Acho que AS classeS

  3. ninafrancoc disse:

    MUITO interessante pensar assim…

    é o tipo de estratégia que depois todo mundo pensa “por que não pensei nisso antes?”.

    até mesmo olhando pra história de moda, percebemos que o pret-a-porter surgiu assim, e as confecções infantis de luxo, também!

    adorei.
    🙂
    beijos

  4. Pingback: Direito à reflexão | Relações Públicas na Moda

  5. Pingback: Setor têxtil e de moda – Uma entrevista com Glória Kalil | Relações Públicas na Moda

  6. Nichos de mercado esquecidos? Ha muitos não somente das classes C e D, mas de publicos sedentos por consumo e sem produtos para consumir. Faço parte de um pblico conhgecido como underground e minha tese de moda na faculdade se faz justamente em cima deste contexto. Meu estado Santa Catarina tem uma boa parcela juvenil ligada a este segmento e mesmo assim não a mercado de moda voltado para este tipo de estilo.
    Sendo um polo de produção tão grande no Brasil, o unico motivo para nãi se investir nisso ´pe preconceito que aqui ainda é muito grande.
    Enquanto este mercado é explorado no resto do Brasil até no Estado do axé , como costuma-se caracterizar a Bahia no sul, existe esse mercado e com um publico invejavel. e porque aqui não?
    Deixo no ar a pergunta e o interesse de quem queira opinar soibre o assunto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s